sexta-feira, janeiro 12, 2007

Menina Má.Com

De: David Slade. 2005.
Com: Patrick Wilson, Ellen Page, Odessa Rae e Sandra Oh.
Sinopse: Hayley (Page) tem 14 anos e se encontra em uma lanchonete com Jeff (Wilson), um fotógrafo com 30 e poucos anos que ela conheceu pela internet. Só que esse encontro começa a tomar rumos inconseqüentes.
Crítica: Uma grata surpresa esse filme, com uma temática simples e moderna na ambientação, se passa todo dentro do mesmo lugar e com praticamente apenas 2 personagens, o filme consegue ser instigante, muito sinistro, e tenso até dizer chega, e ainda por cima violento em algumas sequências que nos fazem pensar que aquilo está acontencendo e tal, e o melhor de tudo "a caça vira caçador literalmente" dentro do contexto da história, isso é algo que me surpreendeu pois não sabia muita coisa em relação ao filme, tipo, somos pegos de surpresa sem mais nem menos (quando vemos a partir de um ponto do filme um novo clima é criado drásticamente), com doses de tortura psicológica e física (aqui que entra a parte da violência que disse antes..rs..) e o nosso interesse pra saber aonde aquilo vai dar aumenta. "É como se alguém fosse ser julgado no inferno pelo diabo em pessoa", e nós os telespectadores, somos a platéia, posta na frente do ato pra conferir esse julgamento, essa é a idéia que deu pra captar quando o longa termina (bom, tem que ver o filme pra entender isso que acabei de dizer), e mais, o filme perturba devido ao argumento ter consistência e coerência nos redesdobramentos dos fatos, o final não foi dos melhores, mas é no mínimo inesperado, claro que o filme não é espetacular, existe falhas e uma edição irregular, o diretor é estreiante, veja só, mas que realizou um belo trabalho ao meu ver, pois ele consegue manter a atenção do espectador até o fim sem deixar a peteca cair (foi por aí que o filme cresceu no meu conceito na hora de avaliar e bolar esse comentário..hehe..). E a atuação de Ellen Page é brilhante, "uma chapéuzinho vermelho dessas nenhuma vovózinha merece"..rs..é de se elogiar a atuação da garota que engloba diversas personalidades ao mesmo tempo (inocente, cativante, sedutora, e tudo aquilo que se viu..rs..) e de todos filmes que já vi onde personagens fizeram "justiça com as próprias mãos", esse sem dúvida foi o mais impactante que eu me lembre, foi por aí também que o filme angariou uma nota expressiva dentro do meu ponto de vista, enfim, poderia comentar ainda mais, não cheguei a dizer o assunto abordado pelo roteiro (se é que já não deu pra sacar), e os questionamentos em relação à isso, por que daí seria entregar demais, (tudo esmiuçado), pra quem ainda não pode assistir, só comentei aquilo que achei sem problema algum a nível de spoilers, fico por aqui então, e deixo minha super recomendação.
Nota 8.0!
Filme Visto em Setembro/2006

Nenhum comentário: