segunda-feira, outubro 01, 2007

Contato Fatal

De: Dennis Law. 2006.
Com: Jacky Wu, Ronald Cheng, Miki Yeung, Theresa Fu, Cheung Siu-Fai, Andy On e Ken Lo.
Sinopse: O jovem Kong (Wu), campeão nacional em artes marciais, vem para Hon Kong contratado para uma apresentação em um circo. Durante a apresentação kong recebe uma proposta de alguns apostadores para entrar no submundo do "All-Contact Boxing", com a promessa de ganhar muito dinheiro. A princípio ele não aceita a proposta, mas depois, forçado por algumas circunstâncias e principalmente por sua namorada Tin, Kong resolve entrar para o mundo ilegal do boxe clandestino. Uma viagem sem volta. As brilhantes técnicas de luta de Kong modificam o campeonato drásticamente. Com ele, o torneio cresce e ganha importância. Vitória após vitória, Kong se torna imbatível na arena. Mas equipes rivais o colocam em um beco sem saída. Mesmo tendo vencido todas as lutas, ele acaba perdendo sua alma no processo. E agora terá que lutar como nunca para salvar sua vida e a vida de sua namorada.
Crítica: Produção chinesa que lembra um dos melhores filmes do Vandamme da década de 90, o "Leão Branco - O Lutador Sem Lei", de mesma temática, sobre lutas clandestinas, que dessa vez tráz Jacky Wu (que fez o impecável vilão/capanga de Sammo Hung em "Comando Final" com Donnie Yen), jovem astro das artes marciais que continua dando mostras que tem um futuro promissor na carreira, e quem sabe poderá ser o sucessor de Jet Li (quando este parar, por que não? - fato esse que é até mencionado no filme), pois ele prova que vai bem tanto em papéis de vilão como do herói, que é o caso desse aqui, seu personagem é um sujeito bom de briga que tenta a sorte em lutas arranjadas envolvendo muito dinheiro, lutas essas compostas por ótimos golpes e porradas pra nenhum fã do gênero botar defeito, é bem verdade que a primeira luta não empolga devido a rapidez (uma espécie de aquecimento..rs..para o que virá de melhor a seguir), mas no desenvolvimento da trama e por consequência as novas lutas que vão pintando na vida do personagem principal, o filme ganha um ritmo intenso de forma sempre crescente nesse aspecto, tipo: "cada nova luta é melhor que a anterior", na qual o ápice máximo ao meu ver foi o confronto 3 por 3 (melhor sequência do filme todo - ali o longa diz a que veio ao mundo..hehe..), a meia-hora final da uma caída a nível de ação, e a reviravolta inesperada eu achei meio desnecessária, mas pensando melhor depois, percebi que foi uma boa sacada, fugindo do óbvio, o final é surpreendente (que cresceu no meu conceito), gerando pro espectador uma reflexão naquilo que fica na subida dos créditos. Enfim, muito bom filme, que tem um trailer sensacional, (só fui ver depois), que entrega todas, exatamente todas as cenas de pancadaria, na qual achei que foi bem mais interessante assistir o filme antes de ter essas informações. Agora fico na torcida para que Jacky Wu continue nesse ramo fazendo novos filmes desse gabarito, até aqui ele está no caminho certo, o kra tem carisma e estilo próprio pra se consagrar num gênero que eu tanto curto.
Nota 8.0!
Filme Visto em Agosto/2007

Um comentário:

nane disse...

sem palavras! o filme é muito bom. Pois apesar de ser um filme de artes marciais, ele não tem só porrada, mas possui um enredo bastante interessante,pois te faz refletir sobre questões morais, o que seria certo ou errado, e áté que ponto vale a pena ir, para conseguir dinheiro.