terça-feira, julho 21, 2009

Rápido e Rasteiro

Nessa terceira edição desse post (sempre com várias críticas), destaco abaixo os principais filmes do oscar desse ano que eu ainda não tinha comentado nenhum aqui no blog, mas que agora tratei de fazer as críticas, pois estou prestes a fechar o balanço do mês de fevereiro onde consta todos esses filmes, vistos antes da cerimônia de entrega das estatuetas douradas. São 12 filmes, sendo que 1 não estava envolvido na festa, mas bem que poderia estar!
================================================
"A Troca". De Clint Eastwood. 2008. Gostei muito, a história - baseada em fatos reais - é triste e lamentável que tenha acontecido, mas muito interessante e envolvente do começo ao fim da mãe que busca desesperadamente o filho sumido, a condução do longa é impecável, conforme avança revelações vão aparecendo, Jolie está ótima numa belíssima atuação que passa bem todo o sofrimento e angustia da personagem, na qual passamos a torcer e sofrer junto, pra mim o melhor filme que ela fez até hoje, ela passa muita emoção e prova que realmente tem amor e sensibilidade de mãe, a atitude da polícia é revoltante e absurda na má vontade de resolver o caso ou nunca desistir dele, a reconstituição de época é primorosa e magistral, grande trabalho de Estawood que novamente acertou a mão em cheio, o kra sabe das coisas, um especialista na arte de fazer cinema! Nota 8.5!
================================================
"Dúvida". De John Patrick Shanley. 2008. Muito feliz o título desse filme naquilo que foi passado, que concentra boa parte de sua força nas atuações do elenco, todos excelentes, Meryl Streep e Philip Seymour Hoffman dispensam comentários com interpretações impecáveis e perfeitas, bem acima da média, não é atoa que concorreram nas categorias que se enquandram no oscar desse ano, destaque também para a pequena e importante cena de Viola Davis que também lhe rendeu indicação, Amy Adams também apareceu bem, e o roteiro aborda questões a se pensar sobre o posicionamento da igreja no assunto retratado, mostra de maneira brilhantemente como cada um tem a sua "verdade" e como esta é distorcida baseada em conceitos pré estabelecidos por nós mesmos, gostei do final, que não responde nada, fazendo valer novamente o título do filme, na qual a dúvida, ou as dúvidas que ficam, cabe a cada espectador julgar e refletir dentro daquilo que entendeu na proposta passada pelo filme! Nota 7.0!
================================================
"Foi Apenas um Sonho". De Sam Mendes. 2008. Um filme que faz um estudo detalhista sobre o vazio existencial que toma conta dos casais depois que a euforia da paixão vai embora e a maldita rotina se instala, os personagens de Kate Winslet e Leonardo Di Caprio são consistentes e muito bem construídos, juntando à isso a boa química entre eles (adquirida no "Titanic") o filme rende ótimos diálogos e cenas envolvendo os 2, o roteiro gera diversas reflexões pro expectador sobre dilemas e atitudes que a vida nos leva a tomar sob 2 parâmetros, basta prestar atenção na primeiro ato do filme, até a metade, e no ato seguinte, do meio para o fim, tudo conduzido de forma segura por Sam Mendes que demonstra que sabia perfeitamente o que estava fazendo e o que queria transmitir. Nota 7.5!
================================================
"Frost/Nixon". De Ron Howard. 2008. Filme correto e intrigante, não esperava tanto antes de assistir, já que filmes políticos são geralmente tediosos (salve raras exceçôes), mas o diretor Ron Howard foge disso conduzindo seu filme da melhor maneira possível para que o expectador crie um interesse maior de acompanhar o embate entre entrevistado (Frank Langella - excelente) e entrevistador (Michael Sheen - ótimo), que é o grande lance do filme, tudo graças ao bom e caprichado roteiro, que me fez ter uma noção melhor do que foi o escândalo do Watergate, que só tinha ouvido falar, mas que não sabia muito sobre o que se tratava, muito bom! Nota 7.5!
================================================
"Gran Torino". De Clint Eastwood. 2008. Excelente filme de Eastwood, na qual sou grande admirador e fã do seu trabalho, gostei bastante, como era de se prever, quanto mais velho, melhor fica o velho Clintão de guerra..hehe..mostrando novamente que domina com muita competência e desenvoltura a arte de dirigir e atuar, ele interpreta um papel bem conhecido pra quem já o vê em ação de longa data, do sujeito turrão, com respostas na ponta da língua, fodão e casca grossa dos tempos da série policial Dirty Harry e de vários westerns, muito legal de ver a atuação dele aqui e relembrar ao mesmo tempo de outros filmes antigos dele, interessante a temática do filme, os diálogos com o padre, a relação com a família, e com os vizinhos coreanos que acaba fazendo amizade e criando fortes sentimentos, principalmente com o casal de irmãos, que precisam ser salvos da violência do bairro, dominado por gangues, o final é contundente, excepcional e necessário, previsível para muitos, menos para mim, que esperava outra coisa, o que acabou sendo aquela surpresa, mas achei muito bom e coerente, parando pra pensar não poderia ser diferente daquilo ali se formos lembrar de alguns fatos mostrados anteriormente no decorrer do longa, e lamentável a ausência no oscar, na época achei que devia estar nas categorias de melhor filme e ator, tiraria "Frost/Nixon" (que achei muito bom) e colocaria esse no lugar, enfim, deixa quieto, filmaço! Nota 9.0!
================================================
"Milk - A Voz da Igualdade". De Gus Van Sant. 2008. Filme muito bem dirigido, com um roteiro bem escrito, e ótimas performances de Sean Penn, Josh Brolin e James Franco. A história chama a atenção por ser baseada em fatos reais sobre o político gay assumido dos anos 70 que lutou pelos direitos de igualdade, Harvey Milk, que eu nunca tinha ouvido falar, santa ignorância, achei interessante acompanhar no filme a sua história de vida, bastante comovente na pele de Sean Penn (que lhe rendeu merecidamente o oscar de melhor ator), ele brilha mais que o filme propriamente dito, numa estupenda e corajosa interpretação (pra variar), se trata de um grande ator, que tenho grande admiração, que quando quer, se entrega de corpo e alma aos personagens passando todo um comprometimento de verdade e fidelidade da pessoa retratada, o final me surpreendeu, não esperava mesmo aquele desfecho. Um filme ótimo para se refletir sobre vários fatores como preconceito, intolerância, dignidade, entre outros, e claro, o foco principal que o longa aborda, os direitos humanos de igualdade e liberdade de todo cidadão, independente de sua opção sexual! Nota 8.0!
================================================
"O Casamento de Rachel". De Jonathan Demme. 2008. Anne Hathaway (que muito me simpatizo) é a dona desse filme (no papel da ex-alcólotra que volta pra casa para visitar a família e prestigiar o casamento de sua irmã Rachel), mas que acaba sendo o centro das atenções. O longa do início até a metade não me encantou muito, estava achando meio chato e devagar, mas do meio pro fim cresceu bastante na intensidade dramática do roteiro, passei a gostar de fato do filme, Hathaway faz juz a sua indicação de melhor atriz no oscar, coisa que já foi um grande prêmio pra ela, que ainda tem muito a crescer na carreira, na meia hora final o filme melhora muito e termina bem, a desestrutura familiar ficou bem retratada nos conflitos criados e discutidos, e outra coisa que vale destacar é o ótimo trabalho (atípico) de Jonathan Demme, que surpreendeu ao filmar o filme com uma câmera que passa propositalmente um toque de amadorismo, na qual achei bem interessante, dando ainda mais veracidade aos fatos. Isso sem falar em toda a ambientação, detalhismo e trilha sonora de muito bom gosto! Nota 7.0!
================================================
"O Curioso Caso de Benjamin Button". De David Fincher. 2008. Filme que tem uma excelente e fascinante história, um drama surreal, diferente, intrigante e muito interessante sobre a vida e a morte, bem bolada e escrita, um tanto bizarra e impossível de acontecer na vida real, é aí que entra a originalidade e toda a graça da magia do cinema, onde as vezes é necessário que o espectador entre no clima para absorver e aproveitar melhor aquilo que está sendo mostrado, muito boa e de grande valor as mensagens que o filme passa, de que nada é realmente para sempre, ninguém vai escapar da morte, seja jovem ou não, perfeito para refletirmos o quanto nos preocupamos com a aparência, mas, quando chega o fim temos que aceitar, o melhor é aproveitar as nuances da vida enquanto é tempo. Dirigido com a competência de sempre de David Fincher, e com um Brad Pitt impecável em sua melhor atuação na carreira ao meu ver, a simplicidade de seu personagem chama a atenção, Cate Blanchett também está perfeita, destaque também para a maquiagem e os excelentes efeitos visuais, gostei muito apesar da longa duração (que nem senti) e do final ser bem previsível, mas acompanhar todos os acontecimentos até ele foi sem dúvida bastante gratificante, muito bom! Nota 8.0!
================================================
"O Leitor". De Stephen Daldry. 2008. O premiado diretor de "As Horas", Stephen Daldry, mostra novamente toda sua força nesta história de medos e segredos escondidos pelo tempo. Uma história muito interessante envolvendo romance e questões de nazizmo, começando pelo primeiro, com destaques para as cenas de sexo e nudez muito bem trabalhadas (com delicadeza, sutileza, sensibilidade e sem vulgaridade) de Kate Winslet (excelente, divina, formidável, impecável, enfim, uma atriz completa que não precisa provar mais nada), ela é disparada a melhor coisa do filme (que lhe rendeu o oscar mais merecido e previsível de todos os tempos, pelo menos, dos que pude acompanhar), do meio pro fim o longa ganha novas proporções quando se é revelado o grande trunfo do roteiro que pega tanto o espectador desprevinido como o personagem do novato David Kross (ótimo), levando a sequência de fatos à bons momentos de reflexão de tudo aquilo que vimos até então. Ralph Fiennes que aparece pouco não causa muita impressão na sua atuação, vivendo o personagem mais velho do garoto, qualquer outro ator no lugar, o resultado seria o mesmo. Um trabalho respeitável conduzido com muita qualidade, competência e segurança por Stephen Daldry. Nota 8.0!
================================================
"O Lutador". De Darren Aronofsky. 2008. Mickey Rourke (que estava meio que no limbo do esquecimento até surgir de volta nesse filme) entrega uma atuação digna de oscar, que não levou, mas que teve sua merecida indicação, o kra aparece muito bem, mas muito mesmo no papel de um lutador de "luta livre", nessa profunda história pessoal de um homem em busca da verdade, amor, e a vida fora do ringue, sua performance é magistral e impressionante, que após saber que poderá morrer abandona o esporte em busca da redenção por coisas que ele não havia dado valor enquanto estava bem na carreira, interessante a profundidade que o diretor dá ao lado humano, dramático e decadente do personagem, muito bom o trabalho de Darren Aronofsky (dos excelentes "Pi" e "Requiem Para um Sonho"), destaque também para a sempre ótima Marisa Tomei (bem a vontade em algumas cenas), no papel da stripper e de Evan Rachel Wood, no papel da filha do personagem título que quando aparecem aliviam um pouco a barra. Enfim, espero que tenha sido a ressurreição de Mickey Rourke e que ele volte a fazer bons filmes! Nota 8.0!
================================================
"O Visitante". De Thomas McCarthy. 2007. Filme que só concorreu na
categoria de melhor ator para Richard Jenkins, na qual achei dentre todos 5 indicados o mais fraco, apesar de seu desempenho ser muito bom, seu personagem é de um escritor viúvo e solitário que se envolve com casal de imigrantes ilegais, na qual o tema do filme está focado, de como que os americanos reagem com estrangeiros que vivem no país com essa condição pós 11 de setembro, a relação dele com o casal, principalmente com o rapaz da Síria, e sua mãe palestina é onde o filme se concentra mais, valeu a pena conferir, é um bom filme, correto, porém sem grandes surpresas. Nota 7.0!
================================================
"Quem Quer Ser um Milionário?" De Danny Boyle. 2008. Ótimo trabalho de Danny Boyle, uma bela homenagem ao cinema de bollywood, filme cativante e envolvente, excepcionalmente muito bem feito e realizado, ótimo roteiro, a história do garoto é muito bacana de se acompanhar, uma vida movimentada de alegrias e tristezas que lhe ensinaram todas as respostas das perguntas do programa que participa, muito bom o jovem Dev Patel, Freida Pinto também foi ótima, a maneira com que tudo é contado se destaca positivamente, Boyle se apega em várias frentes na condução do enredo mostrando diversos pontos ao mesmo tempo num brilhante trabalho de montagem, show de bola a trilha sonora, o final é brilhante e emocionante, apesar de que estava esperando outra coisa bem diferente, mas valeu demais, adorei o final, um filme primoroso de qualidade inquestionável e muito interessante, merecido todos os prêmios que recebeu entre globo de ouro, oscar, entre outros, dos 5 indicados a melhor filme, foi realmente o melhor que achei, portanto, vitória mais do que justa! Nota 8.5!

13 comentários:

Matheus Pannebecker disse...

Meus favorito da tua lista são: "Quem Quer Ser Um Milionário?", "O Leitor" e "Dúvida", sendo esse último o filme mais injustiçado nas premiações desse ano.

Os que menos gosto são "Milk - A Voz da Igualdade" e "Foi Apenas Um Sonho", filmes formulaicos e que não correspondem às expectativas.

aconteceunaquelanoite disse...

Infelizmente meu e-mail e senha do blog "Aconteceu Naquela Noite" foram furtados por um Hackear de forma que não tenho mais como acessar minha conta antiga. Estou criando outro com o mesmo nome e conteúdos. Espero que compreendam o acontecido e continuem a me acompanhar. Obs: só quem perde um blog com sabe como isso é ruim afinal, acabamos por ter um certo apego todo especial por esse nosso companheiro das horas de insônia. Abraços a todos. Junia Lemos

Vinícius P. disse...

Dessa vez vi todos os filems citados aqui, rsrsrsrs.

A Troca - 5.0
Dúvida - 7.0
Foi Apenas um Sonho - 7.5
Frost/Nixon - 9.0
Gran Torino - 7.5
Milk - 9.0
O Casamento de Rachel - 8.5
O Curioso Caso de Benjamin Button - 8.5
O Leitor - 7.5
O Lutador - 9.0
O Visitante - 8.0
Quem Quer Ser um Milionário? - 9.0

Mandy disse...

A Troca - 4.0 Achei muito chato, desmotivante, e Angelina tava péssima, não me passou emoção alguma!
Dúvida - 8.0
Foi Apenas um Sonho - Não vi!
Frost/Nixon - Não vi!
Gran Torino - 10 - absurdo ter ficado de fora! Pq foi?
Milk - 7.5
O Casamento de Rachel - 6.0
O Curioso Caso de Benjamin Button - 10.0
O Leitor - 9.0
O Lutador - 8.0
O Visitante - Não vi!
Quem Quer Ser um Milionário? - 10.0

Gustavo H.R. disse...

Que é isso, Diego, viu todos os filmes bons do Oscar e do fim do ano passado nos EUA. Discordo um pouco quanto a A TROCA (7/10), que me pareceu longo demais e emocionante de menos, mas não é ruim. Já GRAN TORINO (8/10) é melhor, e como vc disse, contundente. O LUTADOR é realista e tem aquela atuação extraordinária de Rourke (9/10) e MILIONÁRIO é uma fábula cativante (8/10).

Estou louco para ver todos os outros filmes comentados...

Fernando Ribeiro disse...

Os meus preferidos: Gran Torino e Revolutionary Road.

Abraço.

aconteceunaquelanoite disse...

Vamos as minhas notas:
A troca: 8,0
Dúvida:7,5
Foi Apenas um sonho: 8,0
Nixon: 7,5
Gran Torino: 7,5
Milk: 7,5
Casamento de Rachel: 6,0 Achei cansativo)
Bejamin Button: 9,5 (Adorei)
Leitor:9,5 (Adorei)
Lutador: 8,0
Visitante; 7,0
qume quer ser um Milionário: 7,0
bjao

Alex Gonçalves disse...

Touché! Vi todos! :-)

E sério que você achou o Richard Jenkins o mais fraco entre todos os indicados? Se eu tivesse assistido o filme antes do evento estaria torcendo pela sua vitória, embora ela fosse impossível de se concretizar, uma pena! Eu achei o Brad Pitt terrível em "O Curioso Caso de Benjamin Button". Se não fosse os efeitos especiais e maquiagem ficaria com mais pena dele ainda. E concordo com tudo o que você escreveu sobre "Gran Torino". Não esperava ver Clint Eastwood criando uma obra quase a altura de "Menina de Ouro", que considero o seu melhor filme. Grande injustiçado!

As notas você já deve conhecer, mas vamos a elas:

"A Troca": 6.5
"Dúvida": 9.5
"Foi Apenas Um Sonho": 6.0
"Frost/Nixon": 7.0
"Gran Torino": 9.0
"Milk - A Voz da Igualdade": 6.0
"O Casamento de Rachel": 8.0
"O Curioso Caso de Benjamin Button": 6.0
"O Leitor": 7.5
"O Lutador": 7.5
"O Visitante": 8.0
Quem Quer Ser um Milionário?: 7.0

Abraços!

altieres bruno machado junior disse...

Olá Diego

Dos filmes citados eu ainda não vi: Foi Apenas Um Sonho, Frost/Nixon, Gran Torino, Milk - A Voz da Igualdade, O Casamento de Rachel, O Curioso Caso de Benjamin Button, O Lutador e o Visitante. Mas dos que eu vi, gostei mais de A Troca, foi o filme que mais me impressionou (em todos os sentidos).

Abraços e até mais.

BRENNO BEZERRA disse...

A TROCA - Triste saber que esse razoável filme foi dirigido por Eastwood e a Angelina está muito bem, não maravilhosa.

FOI APENAS UM SONHO - Amei, depois de fazer célebres críticas a sociedade americana, Mendes faz neste uma crítica a sociedade mundial. Winslet, DiCaprio e Shannon estão excepcionais, era por esse filme que a Winslet merecia ter ganho o Oscar.

MILK - Comprei, mas ainda não assisti.

BENJAMIN BUTTON - O melhor filme do ano.

O LEITOR - Gratíssima surpresa e outra performance paranormal de Winslet.

MILIONÁRIO - Muito bom, mas em hipótese alguma o considero o melhor do ano, nem o indicaria ao Oscar.


ABRAÇOS

Dewonny disse...

Matheus, temos a mesma opinião sobre o filme do Danny Boyle q tbm é um dos meus favoritos desses, tanks pela visita, volte sempre!

Junia, q coisa chata isso q aconteceu com vc, uma pena msm q vc tenha perdido teu blog, lamentável, muito força pra vc nessa hora! No mais, as nossas notas, ficaram bem parecidas!

Vinícius, só "Dúvida" e "Foi Apenas um Sonho" q tivemos a nota igual, o resto foi tudo diferente..rs..

Mandy, todo ano tem um filme injustiçado, a bola da vez foi esse do Eastwood q foi completamente ignorado, eu achei melhor q os 5 q disputaram melhor filme, enfim, paciência né, sobre "A Troca", a minha opinião é totalmente contrária a sua!

Gustavo, já vi todos os filmes q estiveram envolvidos no oscar desse ano, a maioria foi antes da cerimônia, vale muito a pena ver os q vc ñ viu, o nível esse ano estava bem acima da média!

Fernando, vlw kra, tem bom gosto!

Alex, é isso msm, como eu disse, o Jenkins está muito bem, mas na minha opinião um pouco abaixo dos outros 4, mas a indicação já foi um grande prêmio pra carreira desse bom ator! E Gran Torino foi sem dúvida o grande injustiçado desse ano, lamentável, se tive-se entrado entre os 5, era o meu favorito, porém, ñ foi o melhor filme do ano passado!

Altieres, finalmente alguém comentando que gostou bastante de "A Troca"..hehe..tô contigo nessa meu camarada!

Brenno, pra mim já foi motivo de grande motivãção quando soube q o Clint estava por trás do ótimo "A Troca"! Quanto a Kate, discordo tbm, pra mim ela ganhou o oscar pelo filme certo, ela está bem melhor no "O Leitor" msm, nossa, disparado! E tbm ñ achei o filme do Danny Boyle o melhor do ano passado, mas sim, o melhor entre os 5 q concorreram no oscar! O melhor pra mim do ano passado se chama "Wall-E"!!!

Abraço galera! Diego!

Mayara Bastos disse...

Dos que vi:

"A Troca": ****
"Dúvida": ****
"Frost/Nixon": **** 1/5
"Gran Torino": ****
"Milk - A Voz da Igualdade": ****
"O Casamento de Rachel": ****
"O Curioso Caso de Benjamin Button": ****
"O Leitor": ****
"O Lutador": ****
"Quem Quer Ser um Milionário?": **** 1/5

Estou maluquinha para assistir "O Visitante"

Beijos! ;)

gustavo disse...

Concordo com todos os comentários.
Exceto o de "Gran Torino" que considero inferior ao delicado "A Troca".