quarta-feira, março 28, 2007

De Bico Calado

De: Niall Johnson. 2005.
Com: Rowan Atkinson, Kristin Scott Thomas, Maggie Smith, Tamsin Egerton, Toby Parkes e Patrick Swayze.
Sinopse: Pastor (Atkinson - vulgo "Mr. Bean") que está preocupado em escrever o sermão perfeito, mas sua vida começa a sair do controle quando percebe que seus filhos: a filha "cheia de libido" (Egerton) e o filho nerd (Toby Parkes) não são um exemplo de educação, e que sua esposa (Thomas) está interessada em outro homem. Na tentativa de solucionar seu problema, ele contrata uma nova governanta (Smith), que chega para mudar todas as regras da casa e até mesmo a maneira de viver de cada um deles.
Crítica: Comédia inglesa de humor negro bem legal, divertida na medida certa a partir do ponto que entra em cena a personagem de Maggie Smith (uma das melhores coisas do longa, se não a melhor pois ela dá um show roubando todas as cenas) que é onde passa acontecer situações hilárias na vida da família problemática, tipo: com ela de governanta na família = "Seus Problemas Acabaram", literalmente, seguindo esse jargão dos casseta e planeta..hehe..e Patrick Swayze tá impagável ao mesmo tempo que ridículo em cena no papel do Ricardão, hahaha, que mico a cena do kra só de cueca cheio de amor pra dá..rsrs..e o cidadão já está com uma aparência de bem mais velho, é, quando a idade chega é brabo..rs..Atkinson continua sendo uma figuraça, apesar de que seu personagem aqui não é muito engraçado, ele é um pastor sério e corno..rs..mas é que só de olhar pra kra dele, já dá vontade de rir..rsrs..também gostei de Scott Thomas, uma atriz sempre interessane ao meu ver, e no final o filme ainda nos prega uma surpresa extra, enfim, uma comédia recomendável.
Nota 7.0!
Filme Visto em Outubro/2006

Um comentário:

alekzandor disse...

Este filme surpreende, pois pela capa temos uma impressão totalmente equivocada do seu conteúdo. Todos têm uma ótima atuação e Atkinson fazendo papel sério é realmente muito bom. A comédia fica por conta das situações bizarras (e grotescas) proporcionadas por uma governanta dedicada, até demais, aos seus afazeres. Um bom divertimento.