quarta-feira, abril 22, 2009

Ong-Bak 2

De: Tony Jaa. 2008.
Com: Tony Jaa, Sorapong Chatree, Sarunyu Wongkrachang, Nirut Sirichanya, Santisuk Promsiri, Primorata Dejudom e Patthama Panthong.
Sinopse: Um jovem, no período Ayutthaya, cresce entre os aldeões que preservam o legado da tradicional dança mascarada Khon. Ele se torna um paria quando considera que seu grupo não segue as tradições de seus antepassados. Mas, seguindo o conselho de um misterioso guru, ele começa a desenvolver um novo estilo de luta que mistura a força das artes marciais com a elegância da dança Khon.

Crítica: Depois dos sucessos "Ong Bak - Guerreiro Sagrado" e 'O Protetor", o mestre na pancadaria Tony Jaa nos entrega mais um grande filme de artes marciais no seu estilo Muay Thai, (o box tailandês), uma ténica de luta altamente agressiva e cruel, e dessa vez além de protagonizar ele também dirige a produção na qual se saiu muito bem ao meu ver, mas vale ressaltar que o título não tem absolutamente nada a ver com o "Ong Bak", não se trata de continuação/sequência, colocaram apenas como chamarisco/cartaz para atrair o público que adorou o filme em questão, fato esse que não atrapalha em nada e não impede desse filme também ser apreciado conforme merece.

De cabelo comprido e mais maduro em relação aos filmes anteriores, o astro tailandês aparece ainda mais brutal e violento no repertório de golpes desconcertantes nas cenas de luta, usando diversas técnicas de artes marciais, entre japonesas e chinesas (na qual acabou sendo uma surpresa, pois fiquei sabendo ao colher informações na net, que na Tailândia existe um preconceito muito grande contra as artes marciais de outros países, bairrismo esse que foi deixado de lado aqui graças ao talento e iniciativa de Tony Jaa que foi brilhante nesse quesito), unindo seu Muay Thai com movimentações e golpes de Kung Fu, além de lutar com espadas samurais, tudo muito bem coreografado em ótimas sequências de pancadaria, com muita violência na precisão dos golpes e brutalidade para com seus adversários; o kra arrasa, arrebenta, detona, dá show...enfim; pra quem é fanático por filmes do gênero (que é o público alvo dessa produção na qual eu me enquadro..hehe..), verá no filme momentos empolgantes nas cenas de luta apresentadas extremamente inspiradas.
Muito legal também foi conferir a bela homenagem de Jaa ao Jackie Chan do filme "Drunken Master" (O Mestre Invencível 2), numa cena em que ele luta bêbado (o "Drunken Box"), bem como vimos Chan fazer no seu filme. Sobre a história, eu achei boa, poderia ter rendido mais, (no final ficou a impressão de que faltou algo), pra daí ser melhor elogiável, na qual lembra muito o filme "Apocalypto" de Mel Gibson, com uma temática primitiva bastante parecida, sem falar que o filme só engrena de fato da metade em diante, que é onde a porrada come, a meia-hora final é praticamente luta e mais luta, é porrada pra todo lado, a quantidade de adversários (tem até ninjas), que surgem pra enfrentar a fúria do protagonista impressiona, o kra bate muito mas também apanha, e aquela cena com o elefante (animal sagrado no país) foi simplesmente espetacular, grande momento do filme em que Jaa faz parceria com o animal pra distribuir alguns golpes, show de bola.
Bom, acho que já deu pra ver que gostei pra caramba do filme, Jaa está no caminho certo e ainda tem muito a fazer no gênero que está recém começando, juntamente com Donnie Yen e Jacky Wu, ele confirma mais uma vez seu nome como sendo um dos melhores astros de artes marciais da atualidade, trio esse que assumiu o lugar deixado pelos também importantes e mestres no gênero: "Jackie Chan e Jet Li" (ambos ainda em atividade é claro, mas não com o mesmo ímpeto de filmes que lhes consagraram no passado até por que a idade está chegando), porém, o mundo dos filmes de artes marciais está muito bem encaminhado, Jackie e Jet (não esquecendo do mestre maior Bruce Lee que começou tudo) já deram muita contribuição ao gênero, chegou a vez de nomes como Donnie Yen e Jacky Wu que dispensam comentários e elogios, basta pegar produções mais recentes pra comprovar o talento desses 2, e Tony Jaa que com 3 filmes já disse a que veio, e não custa nada sonhar em ver futuramente Donnie e Jaa na mesma produção, coisa que já me deixaria muito satisfeito, os 3 juntos então seria fenomenal.
Nota 8.5!
Visto em Abril/2009

7 comentários:

Takeshi disse...

fala Dewonny! Eu ainda não consegui ver Ong Bak 2, mas já estou gostando mesmo antes de assistir. Deu a entender que Donnie Yen é um astro da nova geração, mas não é, ele tem quase a mesma idade do Jet Li e já está há um bom tempo no mercado. Iniciou sua carreira estrelando em papéis principais já na década de 80. É claro que só agora o Ocidente começa a conhecê-lo melhor, se é isso o que você quis dizer. Falou.

Alex Gonçalves disse...

Que vergonha desse país em que eu vivo! Quer dizer que novamente eles usaram a tática de marketing de continuação que não é continuação? Enfim, há tempos estou para ver um desses poucos filmes do Tony Jaa, especialmente o "Ong Back". Pelo visto o cara arrasa nas acrobacias. É torcer para Hollywood não descobrí-lo, senão veremos ele um dia fazendo uma sequência de "O Terno de 2 Milhões de Dólares", rs.

Dewonny disse...

Olá Takeshi!
Vc tem razão, ñ me expressei bem sobre o Donnie, na qual concordo c/vc, sem dúvida ele ñ faz parte da nova geração, devido a idade q já tem e o tempo q está no mercado desde a década de 80, eu apenas me referia de q vendo ele atuando nos seus filmes mais recentes, ele me passa a impressão de que ainda tem muito a fazer no gênero, devido o alto nível de luta praticada e qualidade de filmes que anda protagonizando, o kra está numa excelente fase na carreira ao meu ver, num patamar superior aos seus filmes mais antigos que também foram ótimos diga-se de passagem, e na comparação com Jet Li, eu acho Yen num momento bem melhor levando em conta q ambos tem praticamente a mesma idade conforme vc disse, pois Li, q já fez muito conforme eu mencionei, anda numa fase mais light no quesito luta, seu último grande filme foi "O Mestre das Armas" de 2006, e Yen vem numa sequência bem mais interessante de filmes bastante elogiáveis: "Sha Po Lang" (ñ recordo o título aqui no Brasil), "Dragon Tiger", "Flash Point" e o mais recente "Ip Man", q vi a pouco tempo, e achei ótimo, era por aí o que eu quis dizer, Donnie ainda vai brilhar um pouquinho mais no gênero, coisa q ñ vejo acontecer com o Jet (que está filmando filme com o Stallone, daí fica difícil..rs..), mas claro q ainda torço por ele voltar a fazer grandes filmes, e também acho que os filmes de Yen estão tendo um melhor destaque no ocidente bem destacado por vc, devido a essa grande fase dele, quem não o conhecia muito bem, está podendo conheçê-lo e aproveitar esse grande momento do kra, mas quanto ao Jaa e o Jacky Wu, esses sim, são sem dúvida 2 nomes da nova geração a se ficar ligado, vejo um belo futuro pela frente pra eles nesse gênero q eu tanto curto!
Valeu pela visita!
Abração!

Dewonny disse...

Olá Alex!
Pois é, esse filme é um mistério, procurando no imdb ñ se acha nem o título tailandês do dito cujo, apenas Ong Bak 2 msm, sem falar q o filme anterior do Tony Jaa, que ganhou o título nacional de "O Protetor", tbm tinha sido chamado de "Ong Bak 2", q coisa, é brabo mas fazê o que, tbm fico de kra com essas coisa q só acontecem no Brasil, existe vários casos de filmes rotulados como continuação q ñ é continuação, fala sério!
E realmente espero q ele ñ saia tão cedo do seu país de origem e fiquei por lá fazendo mais filmes assim!
Abs! Diego!

Takeshi disse...

Aí concordo com você Diego. Com toda a certeza Donnie Yen é o cara do momento quando o assunto é filme de porrada em Hong Kong. Também curti Ip-man, mas nem tanto como Flashpoint: atualmente no topo dos meus filmes prediletos de Hong Kong.

Já o Jacky Wu é um ator de bastante carisma, mas acho que ele andou exagerando nos "cabos" pra esse começo de carreira. Mas assisti recentemente ao "Legendary Assassin" e gostei de vê-lo atuando como um dos diretores do filme.

E infelizmente o Jet Li dificilmente voltará a ser o mesmo, mas ainda me contento revendo velhos filmes quando ele estava no auge lá na Ásia. Falou!

Dewonny disse...

É isso aí kra, chegamos numa conclusão perfeita..hehe..tbm acho q o Donnie é o nome do momento na ásia, e tbm o "Legendary Asassin" do Wu e gostei, aquela luta com o gigante matou a pau, e o filme é legal, o final foi show do kra enfrentar uma cambada, e tbm assisto sempre q possível os filmes mais antigos do Li, a série Era vez na China, Lutar ou Morrer, Tai Chi, Dragon Kid, A Luta do Dragão, Fong Sai Yuk, O Tempo de Saholin entre outros é o q ele tem de melhor. Flw..Diego!

Vinícius P. disse...

O primeiro até que é legal, mas não quero ver esse...