sexta-feira, agosto 28, 2009

Blood - O Último Vampiro

De: Chris Nahon. 2009.
Com: Gianna Jun, Koyuki, Allison Miller, Liam Cunninghan, JJ Feild, Yasuaki Kurata, Larry Lamb, Andrew Pleavin, Liu Lei, Michael Byrne, Colin Salmon, Masiela Lusha, Ailish O'Connor e Constantine Gregory.
Crítica: Filme legal e divertido do diretor de "O Beijo do Dragão" (de 2001 com Jet Li), mas esperava mais quando assisti o trailer meses atrás, porém, funciona bem como entertenimento (coisa que dependendo do filme já me deixa satisfeito), não levando nada a sério, a diversão será garantida!
Baseado no anime com o mesmo título de 2000 (imagens abaixo), de Hiroyuki Kitakubo, que é um média-metragem com apenas 48min de duração, na qual já tive a oportunidade de assistir, composto por um belo visual, muita ação e realismo, o que atrapalhou foi exatamente o tempo, achei muito curto o anime apesar de ter gostado, portanto, já estava na hora de ganhar uma adaptação live-action com personagens de carne e osso, para termos uma melhor percepção da história, a lamentar a escolha de um diretor inexperiente para o trabalho!
Vamos à história: Desde há centenas de anos atrás ocorre uma guerra entre os humanos e uma raça de demónios sedenta de sangue. Em pleno século XX, mais propriamente em 1970, os demónios parecem ter uma atividade muito intensa na base área de Yokota, uma instalação militar do exército norte-americano, situada no Japão.
A razão para tal, parece prender-se com o retorno de "Onigen" (Koyuki), o líder máximo dos seres sobrenaturais e o seu elemento mais poderoso. O "Conselho", uma organização que se dedica a combater os demónios, percebe do que está para acontecer, e envia "Saya" (Jun Ji-hyun), uma mulher metade humana, metade vampira, para combater os demónios e eliminar "Onigen".
O enredo é atrativo pro meu gosto, curto muito filmes de vampiros, e gosto muito também quando se tem uma personagem feminina no comando da ação, sendo oriental e envolvendo artes marciais (lutas de espadas, qué o caso aqui) melhor ainda..hehe..e nessa altura do campeonato, todos que frequentam meu blog já devem ter percebido minha paixão e fascinação por filmes asiáticos, então, nesse aí já foram 2 ingredientes que muito me atrai em filmes do oriente, desde quando vi o trailer o interesse passou a ser grande em vê-lo, me decepcionei um pouco, mas deu pra curtir mesmo assim!
Interessante ver a bela coreana Jun Ji-hyun (Saya) que agora rebatizou seu nome artistico para "Gianna Jun" (bem melhor) no seu primeiro longa de ação e falado em língua inglesa (na qual se saiu bem - espero que faça outros com essa temática), até então ela só tinha na sua filmografia filmes de drama, comédia ou romance, na qual destacaria a comédia romântica: "My Sassy Girl" (2001 - nota 8.5) - que já ganhou refilmagem americana, pra variar, com Elisha Cuthbert (de "Show de Vizinha") no papel principal - que achei simplesmente ótima de tão boa que é, filme que teve a crítica publicada aqui no blog uns tempos atrás! A conferir agora a versão de hollywood!
O filme começa bem na sequência de ação no trem (igualmente foi no anime), mas o desenrolar da trama deixa a desejar em alguns aspectos, a personagem da italiana e desconhecida Allison Miller (de "17 Outra Vez"), acaba sendo a pior coisa do longa, sua amizade com Saya, faz com que a heroína vive lhe salvando das enrascadas que se mete!
Os efeitos especiais em CGI são exagerados nos litros de sangue que jorram das vítimas mortas por Saya ou não, coisa que está rendendo muita crítica negativa, na qual sou obrigado a concordar, porém, num filme feito especialmente pra enterter e divertir o espectador, pois acredito que o intuito não foi mais do que isso, é até passível, não é algo que me incomoda tanto a carência de efeitos melhores, apesar de ruins, até que achei legais..rsrs..
O elenco trás outros nomes conhecidos como Koyuki no papel da vilã Onigen (bela atriz japonesa que vi nos filmes "Kairo" - 2001, "O Último Samurai" - 2003 - aquele com Tom Cruise - e "Genghis Khan - O Imperador do Medo" - 2007); e Yasuaki Kurata (lendário astro japonês de filmes de Kung Fu do passado ainda hoje bastante requisitado para essas produções de ação com artes marciais) no papel de Kato, mestre de Saya!
A nível de ação - onde se tem um uso excessivo de cabos - normal nesse tipo de produção, destaco duas, aquela em que Saya enfrenta diversos vampiros (uns 100), disparando golpes de espada dos mais variados, com muita agilidade e movimentos coreografados, rola uma bela carnificina ali, decepamentos de cabeça, membros, a cena do vampiro cortado ao meio ficou legal, tem um outro que se transforma em monstro, numa clara tentativa de imitar os efeitos da trilogia "Anjos da Noite" (Underworld), só que o CGI aqui parece ser de uma versão anterior na qualidade do que foi usado na tal trilogia..rsrs..
Mas a sequência de ação mais bacana mesmo, que vale por todo o filme, acontece num flashback: a cena que inicia com o mestre de Saya lutando contra diversos ninjas numa floresta, fica nessa aí o grande momento de lucidez do longa no quesito: pancadaria de boa qualidade nas lutas com espadas, flashback esse que gera uma revelação no final, em um clímax que deixa muito a desejar na luta entre Saya x Onigen, que prefiro nem comentar!
Enfim, filme daqueles pra desopilar, desnecessário então usar o cérebro para vê-lo..hehe..me serviu como passatempo, apesar de algumas falhas, e não são poucas, há outras coisas, elementos e situações que me agradaram e entertenimento é a alma do negócio, e nisso o longa se garante, pelo menos pra mim!
Recomendável só para quem curte: 1- filmes asiáticos, 2- de ação ou de artes marciais, e 3- que não é muito exigente pra qualquer filme do gênero retratado aqui. Quem não tiver nenhuma dessas opções, é melhor deixar quieto e passar longe..hehehe..
Nota 6.0!
Visto em Agosto/2009

11 comentários:

Cetreus Nominal disse...

Boa Noite.
Vampiros, nao é ? Sabia que eu tenho uma antipatia por esse tema? Talvez seja trauma de infância, mas toda vez que encaro um filme dos vamps, me sinto desconfortado, e a noção do tempo passa lentamente, quase uma eternidade. Mas, isso, é apenas minha sensação particular.

Quanto ao filme, confesso que nunca vi filmes japoneses com temas vampiricos, mas com certeza deve ter seus atraentes. Acho que o terror japonês é livre de preceitos americanos, o que o torna fantastico. Juro, que verei algumas partes do Blood para poder analisa-lo.

Abraços!

Paulo Roberto Montanaro disse...

Gostei das dicas... hehehehe
para quem via Terça Total na Band há uns 10 anos atrás, é um prato cheio... heheheheh

Parabéns pelo ótimo texto
Há braços
Paulo

Vinícius P. disse...

Nunca ouvi falar do filme e nem fiquei muito curioso...

BRENNO BEZERRA disse...

TEM UM SELO PRA TI EM MEU BLOG

altieres bruno machado junior disse...

Olá Diego

Não gosto de filmes de vampiros orientais, sei lá. Para mim vampiro tem que ser aquele cara ou aquela moça bem no estilo europeu. Mas as imagens que vc postou são bem interessantes. Talvez assista pela fotografia.

Abraços e até mais.

Gustavo H.R. disse...

Vixe, acho que o filme não é recomendado para mim, hehehe - não que seja porque desgoste de fitas asiáticas ou de artes marciais, mas porque as desconheço.

Rodrigo Mendes disse...

Diego,
Vou assistir este..ótima dica e resenha. Vc é fera no quesito Cine Asiático

abraço cara!

Luís disse...

Eu também tenho certo gosto por vampiros e gosto de filmes de ação que os envolva. Pela sua descrição, o filme se assemelha a Ultravioleta, porém com características orientais, como as espadas.
Não acredito que eu vá achar facilmente para locar, mas vou incluí-lo na minha lista de filmes para assistir!
o/

Júnia L. disse...

Diego,
Eu plagiei a sua idéia de dar notas aos filmes que assisti durante a semana no meu blog, espero que você não fiquei chateado.

Bjao


Junia

Dewonny disse...

Cetreus, como vc disse q ñ tem muito simpatia pelo tema, acredito q ñ deverá gostar muito, mas acho q vale a pena arriscar!

Paulo, é isso aí, dependendo do filme comentado, procuro dizer todos pontos positivos e negativos que pode agradar ou ñ aqueles q forem assistir..hehe..

Vinícius, ainda se quer foi lançado no Brasil, está em cartaz msm nos cinemas asiáticos!

Brenno, já passo lá pra ver, vlw brother!

Altieres, o filme valeu mais como diversão, se for levar a sério fica complicado, mas concordo sobre o q vc disse sobre os vampiros q vc gosta mais!

Gustavo, vc q sabe..hehe..

Rodrigo, vlw, é graticante pra mim estar comentando e divulgando essas produções do oriente, apesar dessa ñ ser de fato oriental, já q o diretor nem é oriental..rs..

Luís, é bem melhor e mais divertido q o "Ultavioleta" q achei fraquíssimo e sem graça! E vai ser difícil achar pra locar msm, já q o filme se quer tem previsão pra ser lançado no Brasil, acredito q diretamente pras locadoras no mercado de dvd, mas acho q só pro ano q vem!

Junia, imagina, fica a vontade, vou adorar vê-la dando notas aos filmes, fico feliz q vc tenha aderido à essa idéia..rs..

Abs! Diego!

Wally disse...

Adoro filme assim, mas ao que parece este é dispensável.