segunda-feira, maio 31, 2010

3 Documentários

O ano segue complicado, ando sem tempo algum para atualizações no blog, mas vamos lá, vou tentar daqui pra frente atualizar pelo menos uma vez por semana, destaco abaixo 3 documentários vistos recentemente que todos devem assistir!
===============================================
Simonal - Ninguém Sabe o Duro que Dei. 2009. De Cláudio Manoel, Calvito Leal e Micael Langer. Até surgir esse documentário eu nunca tinha ouvido falar em Wilson Simonal, santa ignorância minha, mas vendo o filme isso não chega a tanto, até por que se trata de um cantor que atingiu o auge e foi banido da memória do país, conforme nos é explicado as causas que lhe fizeram sucumbir na carreira, o filme faz a construção e a desconstrução de Simonal através de depoimentos de familiares, personalidades artísticas que presenciaram os acontecimentos da época, e valiosas imagens de arquivo. Muito bom trabalho do casseta Cláudio Manuel na direção conjunta com outros 2 realizadores, achei que foi bem contada a história de vida do cantor, se ele estava mesmo envolvido com as acusações que sofreu fica pra cada um interpretar tudo que é mostrado no documentário, que esclaresce ou tenta, de que o homenageado era inocente, eu acreditei que sim, mas independente disso, o filme se sobressai ao mostrar o grande artista que o cara foi para quem não o conhecia, que era o meu caso.
Nota 8.0! Visto em Maio/2010
===============================================

Michael Jackson - This Is It. 2009. De Kenny Ortega. Temos aqui um resumo com as melhores músicas do ídolo pop falecido, além de mostrar o quanto o cara era profissional e perfeccionista nos ensaios de preparação para o show que iria fazer, muito interessante, gostei bastante como eu já imaginava que fosse gostar, eu não era fanzão do Michael, mas sempre curti e admirei seu trabalho como artista pop, eu cresci vendo seus clipes revolucionários, cada um melhor que o outro, uma pena que tenha levado uma vida tão complicada, se envolvido em tantos escândalos, que culminou num fim prematuro, na qual ainda não se sabe muito bem o que aconteceu, esse documentário é um presentaço para quem é fã dele ou não, valeu a pena conferir.

Nota 8.5! Visto em Maio/2010!
===============================================
A Cova (The Cove). 2009. De Louie Psihoyos. Documentário merecidamente oscarizado, o filme é muito revoltante e triste de se acompanhar a matança desenfreada de golfinhos no Japão, uma espécie de tradição naquelas bandas de lá. Um surpreendente trabalho de jornalismo investigativo na missão de descobrir a verdade sobre o Programa Internacional de comércio de golfinhos praticado em Taji/Japão! Mas o filme impressiona em outros 3 aspectos:

1- Realização: Utilizando o estado-da-arte das técnicas, incluindo microfones ocultos e câmeras, a equipe descobre como esta pequena aldeia costeira serve como um microcosmo massivo horripilante de crimes ecológicos contra os pobres golfinhos indefesos que são mortos sem dó, nem piedade, com extrema violência, tudo é mostrado com doses de tensão ficando a sensação para o espectador, de que a qualquer momento algo poderá dar errado, resultando na prisão dos envolvidos que ali estão realizando um trabalho de risco e claro, sem autorização das autoridades locais.

2- Denúncia: Acredito que até surgir esse documentário, muita gente não sabia que isso acontecia no Japão (eu sou um dos que nem imaginava essa barbárie), e por ironia, o filme ainda faz questão de mostrar depoimentos dos próprios cidadãos japoneses da região ou não, que também não tem conhecimento algum do caso, deixando claro que se trata de uma coisa podre, incoberta pelo governo japonês que esconde essa sujeira embaixo do tapete, perante o restante do mundo. Lamentável!

3- Crítica: Mas o que mais choca nisso tudo é a comercialização da carne de golfinho deliberadamente, coisa que o diretor deste documentário argumenta que o consumo de carne de golfinho é altamente tóxico por seu elevado nível de mercúrio, podendo causar mortes a longo prazo das pessoas que as consumirem, enfim, ele afirma de maneira bem contundente que a carne de golfinho não é algo sadio pra se comer no Japão, coisa que as pessoas que vivem lá não sabem do prejuízo que esse consumo pode lhe causar no futuro.

Nota 9.0! Visto em Março/2010

2 comentários:

Hugo disse...

Dos três documentários o que tenho maior curiosidade de assistir é sobre Wilson Simonal.

Abraço

Júnia L. disse...

Você voltouuuuuuuuuuuuu, que SAUDADEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!
Beijo GIGANTE