quarta-feira, abril 06, 2011

3 Movies

"EM UM MUNDO MELHOR" (In a Better World).

De: Susanne Bier. 2010.

Crítica: Vencedor do oscar estrangeiro, esse filme dinamarquês retrata boas discussões no enredo abordado, onde a falta de diálogo impera pra que tragédias e desentendimentos aconteçam sem necessidade, a intolerância é outro fator chave da história, a princípio achei que o filme fosse focar na questão "bullying" (assunto do momento bastante debatido na mídia/escolas, numa forma de evitar esse mal), mas não, o filme vai além disso conforme se desenrola, passando a idéia de que violência só gera violência, de que as pessoas precisam ter um pouco + de amor no coração, sentar pra conversar é o melhor remédio, encher o espírito de ódio e vingança pelo próximo não leva a lugar nenhum, aliás, leva sim, conforme o filme tentou mostrar diversas vezes, fora outros assuntos explorados, que não passam desapercebidos, achei que a diretora Suzanne Bier conseguiu transmitir o que queria. Nota 8.0! Visto em Março/2011!

==========================================
"FORA DA LEI" (Hors-La-Loi/Outside The Law).
De: Rachid Bouchareb. 2010.

Crítica: Filme que também concorreu no oscar estrangeiro representando a Argélia, que tráz no enredo como pano de fundo o processo de independência do país em questão, no conflito com os Franceses, sob o ponto de vista de uma família de 3 irmãos, essa saga familiar relembra filmes clássicos das décadas de 30 e 40, que envolviam máfia/gangsters, devido ao clima nostálgico e aspecto noir visto no filme, de muito boa fotografia e boas cenas de tiroteio/ação, a direção é competente e as atuações muito boas, foi uma surpresa agradável conferir essa produção.

Nota 7.5! Visto em Março/2011!
========================================== "INCÊNDIOS" (Incendies). De: Denis Villeneuve. 2010.
Crítica: Filme canadense, mas falado em francês, que pra mim é o melhor dos 4 que assisti que estavam concorrendo no oscar estrangeiro (só falta ver o "Biutiful"), esse é aquele tipo de filme que nos deixa estupefato após seu término, quando se tem uma revelação a fazer, algo inimaginável antes de vir a tona, se vê um final e tanto no impacto causado, o clímax é bem P.Q.P, haha, impactante, fortíssimo, doloroso, comovente e perturbador na revelação do segredo, o roteiro foi muito bem escrito, um trabalho primoroso, e o filme contado de maneira não linear, isto é, sem uma ordem cronológica dos fatos pode confundir um pouco o espectador que não estiver 100% concentrado nos desdobramentos das informações passadas, intercalando acontecimentos entre passado e presente, mas no final qualquer dúvida cai por terra, tudo fica muito bem explicado e compreensivo, nos minutos finais quando a revelação é feita é que percebemos a dureza e complexidade da história na qual os personagens estavam envolvidos, assim como, na grandiosidade da obra que é esse filme, uma preciosidade, uma jóia rara!


Nota 9.0! Visto em Março/2011!

3 comentários:

Daniele Moura disse...

Diego, você ganhou o selo Blogueiro Amigo. Vá lá no site buscar!
Um abraço,
Dani
www.telaprateada.blogspot.com

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Gostei muito de EM MUNDO MELHOR. Super forte e honesto.
Abraços,

www.ofalcaomaltes.blogspot.com

Daniele Moura disse...

Diego, você está sumido, querido!
Volte a escrever e passe lá no site pra deixar comentários!
www.telaprateada.blogspot.com